Total de visualizações de página

domingo, 25 de maio de 2014

A NATUREZA TRAÇA SEU CURSO

Igarapé São Francisco-Ponte da Rua Benilde Nina
A natureza, em seu sentido mais amplo, é equivalente ao "mundo natural" ou "universo físico". O termo "natureza" faz referência aos fenômenos do mundo físico, e também à vida em geral. Geralmente não inclui os objetos construídos pelo homem.
A palavra "natureza" provém da palavra latina natura, que significa "qualidade essencial, disposição inata, o curso das coisas e o próprio universo".1 Natura é a tradução para o latim da palavra grega physis (φύσις), que em seu significado original fazia referência à forma inata que crescem espontaneamente plantas e animais. O conceito de natureza como um todo — o universo físico — é um conceito mais recente que adquiriu um uso cada vez mais amplo com o desenvolvimento do método científico moderno nos últimos séculos.(Wikipédia)
Poderíamos dizer que a natureza traça o seu curso, mas o homem teima em desafiar as leis da Natureza, interferindo no percurso previamente traçado por Deus. O crescimento desordenado das cidades é a grande prova disso, metrópoles como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte sofrem com essa irresponsabilidade do homem, Pedreiras não fica atrás, com seus problemas que crescem proporcionalmente ao  crescimento da mesma. Hoje, domingo 25 de maio foi uma prova disso, bairros alagados pela enxurrada e a principal avenida da cidade ficou um mar, ocasionando transtornos às pessoas que trafegavam de motos, carros e até  mesmo a pé. O que se percebe é que Pedreiras vive um caos urbano. A falta de estrutura junto ao descaso dos que administraram e os que administram formam um turbilhão de problemas quase sem solução. É preciso que a população se una. É preciso que aqueles que são eleitos prometendo cuidar do seu povo, exerçam seus papéis de figuras públicas e saiam dos seus gabinetes  em busca de soluções  para um problema que a cada ano só piora.
Confira as fotos do caos de hoje:



Fotos: Rua Benilde Nina









Av. Rio Branco
Goiabal
Av.Rio Branco












Seringal
Seringal
Rua Carlos Martins



domingo, 4 de maio de 2014

VOANDO BAIXO


              O Colégio Corrêa de Araújo através dos alunos  do terceiro ano realizou um torneio Intercolegial que teve como escolas convidas o próprio Corrêa de Araújo, São Francisco e Newton Belo. O torneio tinha como abertura no seu regulamento, que cada escola convidada podia inscrever mais de uma equipe, desde que sejam alunos de uma mesma sala e série.

            O torneio foi bem disputado, jogos emocionantes e uma excelente participação das torcidas, apesar do evento ser pago. Dentro das equipes participantes podemos destacar o time do terceiro ano do Colégio Batista, que simplesmente não tomou conhecimento dos seus adversários, vencendo todos, tornando-se campeão do torneio com 100% de aproveitamento. A final foi contra a equipe da casa, o terceiro ano do Corrêa de Araújo, apesar do Corrêa ter aberto o placar em uma cobrança de falta, o que se viu em quadra foi um verdadeiro massacre, os garotos do Batista comandados pelo paredão Jonathan, do sempre seguro Ricardo, da frieza nos seus dribles e do fortíssimo chute de Jean, da habilidade e chute seco de Avylon e do matador Gugu e dos suplentes Alex, Vasconcellos e Guilherme começaram fazer um gol atrás do outro e o placar de 8 X 3 para o Colégio Batista não reflete o que foi o jogo, poderia ter sido muito mais devido a fragilidade do adversário e a excelente participação do goleiro do Corrêa.
          Parabéns ao técnico Kleiser que nos deu uma aula de como preparar uma equipe. Parabéns aos organizadores do evento (terceiro Ano), mas não poderia deixar tecer uma crítica construtiva, Campeonato sem troféu não existe, todo campeonato tem sim premiação em dinheiro devido aos gastos das equipes, mas o troféu é o que fica para história, pois o dinheiro se vai, mas o troféu não. Portanto, no segundo pensem no troféu,ok?
         Menção honrosa à Direção do Colégio Batista que esteve presente em todos os jogos, dando total apoio aos seus atletas, provando mais uma vez  por que aquela escola é diferente.
       
CONFIRA AS FOTOS DA FINAL:




























VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.