Total de visualizações de página

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

CAMELÔS FAZEM PROTESTOS EM FRENTE À PROMOTORIA DE JUSTIÇA PÚBLICA

Há alguns dias os camelôs do calçadão do Paraíba foram surpreendidos por uma ordem da Promotoria Pública de Pedreiras que deram vinte dias para que os mesmos desocupem aquele local.
Inconformados, os camelôs se dirigiram na tarde de hoje 26/11 para uma grande manifestação em frente ao prédio da Promotoria, munidos de apitos e muitos cartazes pedindo respeito, mais dignidade, trabalho sem perseguição e muitos outros.
Sabendo do ocorrido o senhor prefeito Totonho Chicote se dirigiu ao local da manifestação, reunindo-se com Promotora de Justiça e cinco representantes do movimento. A negociação se arrastou por horas. Na saída um dos representantes informou a este blog que as negociações ocorreram muito bem e que o Prefeito Totonho Chicote informou a Promotoria e aos representantes do movimento que já tinha um projeto em andamento para solucionar o problema e que inclusive o dinheiro para a execução do projeto já estava à disposição, o representante informou ainda que amanhã o prefeito receberá os líderes do movimento dos camelôs para mostrar-lhes o projeto de como ficarão as barracas depois de prontas, informou ainda que ficou marcada para a próxima terça-feira 03/12 um novo encontro entre prefeito, promotoria e representantes dos camelôs. Ficou acertado também que os camelôs tem até o dia 31 de dezembro para os mesmos deixarem o local e que tão logo termine o trabalho com as barracas todos serão chamados de volta.
O que não ficou clara para esse blog foi saber qual é o real problema, se é a despadronização das barracas ou as barracas ocupando a rua.

Convém lembrar que cidades como Teresina e Codó também tiverem esse problema com vendedores ambulantes e a solução encontrada foi construir um novo local para os mesmos venderem sua mercadoria.

domingo, 17 de novembro de 2013

Prefeituras têm prazo para solicitar recurso suplementar à educação



Número de crianças do Bolsa Família que estão em creches deve ser dito.
Suplementação ao Fundeb é parte da ação do programa Brasil Carinhoso.



Termina no dia 30 deste mês o prazo para as prefeituras comunicarem à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar (Sedes) o número de crianças beneficiárias do programa Bolsa Família matriculadas em creches.
A inserção da informação no Sistema Integrado de Planejamento, Orçamento e Finanças (Simec), do Governo Federal, é fundamental para que o município receba a suplementação de 50% sobre o valor do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), praticado atualmente nessa faixa escolar.
Em reunião com o subsecretário da Sedes, Emílio Murad, o assessor técnico do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), Januário Rodrigues, destacou a importância do fornecimento das informações ao sistema, especificando o quantitativo de crianças matriculadas em creches, para que os gestores possam receber o recurso suplementar direcionado à educação infantil.
"Se procederem dessa forma, as prefeituras vão receber suplementação do Brasil Carinhoso. A título de exemplificação, isso se dá da seguinte forma: se o Município recebe R$ 2.800/ano por uma criança em creche, ele passará a receber R$ 1.400 a mais, que será repassado pelo Mistério da Educação (MEC), por meio de convênio celebrado com o MDS", explicou.
A suplementação ao Fundeb é parte da ação do programa Brasil Carinhoso, visando estimular os municípios a matricularem cada vez mais crianças beneficiárias do Bolsa Família.
As creches beneficiadas com o recurso podem ser de ensino em tempo parcial ou integral, públicas ou conveniadas, e o recurso suplementar, aplicado nas mesmas ações empregadas pelo Fundeb.
Januário Rodrigues esclareceu que o município que inaugurar creches este ano também deve informar o quantitativo ao Simec, pois receberá a complementação proporcional ao período em que inaugurou as unidades este ano. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (61) 2022-8335/8336/8338.


FONTE: http://g1.globo.com

Universidades vão poder assinar a adesão ao Sisu a partir desta segunda



Prazo para participar do sistema de seleção do MEC vai até dia 29.
Sisu usa notas do Enem para seleção de vagas nas universidades federais.


As instituições de ensino superior vão pode assinar o termo de adesão ao processo seletivo do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) a partir de segunda-feira (11). O prazo vai até as 23h59 do dia 29. A inscrição das universidades e institutos federais aderindo ao Sisu devem ser feitas no site http://sisugestao.mec.gov.br .
A seleção dos candidatos às vagas disponibilizadas por meio do Sisu será efetuada exclusivamente com base nos resultados obtidos pelos estudantes no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) referente ao ano de 2013.
Segundo a portaria publicada nesta sexta-feira (8) no “Diário Oficial da União”, a instituição tem a obrigação de divulgar em local de grande circulação de estudantes e no site oficial o termo de adesão, os editais divulgados pelo MEC, o edital próprio e a portaria normativa do Sisu.
O prazo para retificação do Termo de Adesão será de 5 a 11 de dezembro. O cronograma de início das inscrições dos estudantes no Sisu será divulgado depois que saírem as notas dos candidatos que fizeram o Enem, o que deve acontecer no início de janeiro de 2014.
No Siso do primeiro semestre de 2013, quase dois milhões de candidatos se inscreveram para disputar 129.319 vagas em 3.752 cursos de ensino superior.
Mais de 5,05 milhões de candidatos fizeram as provas do Enem 2013 nos dias 26 e 27 de outubro.

Fonte:  http://g1.globo.com

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.