Total de visualizações de página

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Como escolher um aplicativo para seu smartphone?

A grande quantidade de aplicativos disponíveis hoje em dia para o mercado de smartphones e tablets podem transformar seu dispositivo em uma ferramenta bastante útil ou em um videogame



Assim como o computador deixou há tempos de ser uma evolução da máquina de escrever, os telefones já não são comprados por seu bom som, cobertura ou clareza da tela, mas pela quantidade de coisas que você pode fazer com ele: mandar e-mails, consultar notícias, fazer compras pela internet.
E é justamente aqui onde os aplicativos entram em cena. Estes programas desenvolvidos por profissionais de informática particulares ou por grandes companhias, oferecem um sem-fim de possibilidades para configurar e utilizar seu smartphone segundo seus gostos e necessidades, e muitas vezes facilitando o uso e a navegação.
Não é a mesma coisa ter de procurar na internet a página de um restaurante, por exemplo, para o que você tem que fazer vários clicks até chegar ao selecionado, do que colocar em um pequeno aplicativo as informações, onde está tudo resumido e adaptado para sua tela: em um par de toques você consegue a mesma coisa.

Aplicativos com mais downloads
No portal de downloads de aplicativos para Android podemos ordená-los por tipos, por sua função e também pelos mais baixados e comprados. Em geral, as listas dos mais baixados são ocupadas em sua maioria por jogos.
No entanto, Paolo Álvarez Correyero, editor de uma página dedicada a este sistema operacional, desconfia: 'Não acho que os jogos dominem, no Android há muitos estudos de agências especializadas que mostram que são os aplicativos e ferramentas os mais baixados acima dos jogos'.
Sem desprezar a importância e a utilidade que os jogos têm, Paolo relativiza estas classificações: 'Nos aplicativos é a mesma coisa, cada um deve buscar o que precisa estritamente, há um para cada uso e quase para cada usuário. Tudo o mais, modelo, preço, opiniões que houver no Google Play, é secundário'.

De graça ou pagando
No mundo dos aplicativos para estes dispositivos encontramos tanto pagos como gratuitos, que normalmente incluem publicidade ou certos conteúdos bloqueados.
Israel Ferrer, editor-chefe de um portal na internet sobre informática, diz se vale a pena pagar ou não: 'Como desenvolvedor e com experiência desde o nascimento do Android posso dizer que há ótimos aplicativos gratuitos e é por isso que os pagos, ou são fora do comum, ou é difícil que funcionem'.
Isto explica portanto que o aplicativo número um em vendas na loja para o iPhone seja o serviço de mensagem Whatsapp, um dos mais usados atualmente e que permite se comunicar de uma maneira praticamente gratuita.


Os especialistas escolhem
Paolo diz que o Google Maps é um aplicativo extraordinário e de acordo com muita gente provavelmente o melhor de qualquer sistema operacional móvel. Um aplicativo que, entre outras coisas, permite conhecer o mapa da região, navegar como um GPS ou encontrar e buscar diferentes estabelecimentos.
Israel recomenda três: o Pocket - 'muito útil para poder ler artigos em modo livro e off-line e você pode decidir tamanho de letra, luminosidade de fundo e combinação de cores'; o SwiftkeyX - 'é o melhor teclado possível'; e o Lookout - 'a suíte de segurança que qualquer Android precisa'.
Outro dos aplicativos melhor avaliados é o Flipboard, no qual você pode configurar sua própria revista digital com os meios de comunicação participantes, como BBCEl País e The New York Times - que foi acrescentado nos últimos dias -, além de outros serviços como Twitter e YouTube.



quinta-feira, 19 de julho de 2012

Tire dúvidas sobre a suspensão de vendas de chips de celular


Qual foi a decisão da Anatel?
A agência suspendeu as vendas de novas linhas de celulares de três operadoras em vários estados do país. A medida vale a partir do dia 23 de julho.
Qual o motivo da suspensão?
A decisão, que inclui os serviços de voz e dados, foi motivada por problemas na qualidade dos serviços prestados. As avaliações são relativas a interrupção de chamadas, qualidade de rede e atendimento ao cliente. Segundo a agência, houve alta no número de reclamações registradas.
Quais os estados afetados?
Todos os estados foram afetados. Em cada um, foi suspensa a venda de linhas de uma operadora – a que teve o pior desempenho naquele local. Em Santa Catarina, Sergipe e São Paulo, foram suspensas as vendas de chips da Claro. No Amazonas, Amapá, Mato Grosso do Sul, Roraima e Rio Grande do Sul, a medida afeta a Oi. Nos demais estados, incluindo o Distrito Federal, a TIM fica impedida de fazer novas vendas.
Até quando vale a suspensão?
As empresas terão 30 dias para apresentar um plano detalhado, por estado, com medidas capazes de garantir a qualidade do serviço e das redes de telecomunicações. As vendas só serão liberadas depois que esses planos forem aprovados pela Anatel.

E se elas continuarem vendendo as linhas?
A Anatel determinou uma multa de R$ 200 mil por dia e por cada estado em que a medida for descumprida. A menos que isso aconteça, no entanto, não haverá outras punições.
Como será feita a fiscalização?
Questionada pelo G1, a agência não esclareceu como garantirá o cumprimento da medida. “Se o consumidor tiver conhecimento de que foi comercializado o chip indevidamente ele pode denunciar ao Procon e encaminharemos à Anatel”, diz Paulo Arthur Góes, diretor executivo da Fundação Procon-SP.
E as outras operadoras? Não terão que melhorar os serviços?
A Vivo, a CTBC e a Sercomtel não foram proibidas de comercializar linhas, mas também terão que apresentar planos de melhoria em suas áreas de atuação.
O que muda para os atuais clientes das três operadoras após as sanções aplicadas pela Anatel?
Não muda nada, segundo Góes, do Procon-SP. "A mudança que nós esperamos para esses consumidores é que o serviço melhore. Os consumidores continuam tendo direito a serviços de qualidade. SAC e ouvidoria têm que funcionar. O que se espera agora é que as empresas tomem providências”.
Os clientes podem continuar a fazer a portabilidade?
Segundo a Anatel, não será possível fazer a portabilidade para as operadoras cujas vendas estejam suspensas. A troca entre as demais operadoras, assim como a portabilidade das empresas afetadas para outras serão feitas normalmente.
Como o cliente deve proceder se estiver em fase de habilitação na espera da instalação de um serviço já adquirido?
Quem já comprou o serviço terá a instalação feita normalmente, já que apenas as vendas foram suspensas a partir do dia 23. “Se o cliente assinou contrato até o momento em que a punição não foi aplicada, o mesmo tem que ser honrado”, diz Góes, do Procon.
O cliente de uma dessas operadoras pode pedir desconto nas faturas proporcional ao tempo no qual o serviço não foi prestado por queda na conexão de internet ou da linha telefônica?
Esse já é um direito assegurado pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC). “O Procon-SP já toma isso como regra aos consumidores que registram reclamações. Se é um problema de qualidade, o consumidor pode também querer cancelar o serviço sem cobrança de multa por conta de contratos de fidelidade”, diz Góes.
Se a operadora tiver de fazer novos investimentos para melhoria da qualidade dos serviços, pode haver repasse na fatura do cliente?
A Proteste acredita que não, já que as operadoras cresceram nos últimos anos sem investir no crescimento. Segundo o Procon, cabe à agência reguladora avaliar quanto de reajuste é permitido. “Na verdade o consumidor já está pagando por esses investimentos em serviços sem a mínima qualidade que se espera. As empresas deixaram de fazer a lição de casa e agora vão ter que correr atrás do prejuízo”, diz o diretor do órgão.
Como o cliente pode reclamar da qualidade dos serviços prestados pelas operadoras?
A Proteste orienta o consumidor a reclamar aos órgãos de defesa do consumidor, registrar reclamação na Anatel (pelo telefone 1331, nas Salas do Cidadão localizadas nas capitais ou via autoatendimento) e protocolar as reclamações feitas às operadoras. A entidade lembra que o cliente tem papel importante porque ele é que sinaliza os problemas. O consumidor que quiser fazer uma reclamação também pode procurar o Procon de sua cidade ou um dos canais de atendimento da Fundação.
FONTE: http://g1.globo.com

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Anatel suspende vendas de Oi, TIM e Claro


BRASÍLIA, 18 Jul (Reuters) - A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) anunciou nesta quarta-feira um pacote de sanções e exigências contra operadoras de telefonia móvel, em meio a crescentes reclamações sobre a má qualidade do serviço prestada a clientes, num momento de maior competição, enquanto as vendas de planos desaceleram.

As medidas mais contundentes atingiram TIM Participações, cujas vendas foram suspensas em 18 Estados e no Distrito Federal, Oi, em outros cinco Estados; e Claro, em três. A proibição vale a partir da próxima segunda-feira. Quem desobedecer poderá enfrentar um multa diária de 200 mil reais.

Vivo, Sercomtel e CTBC escaparam da suspensão mas, assim como as demais, terão que apresentar em até 30 dias um plano de investimentos, senão poderão enfrentar o mesmo tipo de sanção.

As medidas chegaram pouco antes de a mesma Anatel anunciar que a base de assinantes da telefonia móvel no país chegou em junho a 256,13 milhões, o que representa uma relação de 1,3 assinatura por habitante do país. Isso apesar de o crescimento da base ter ficado no mês passado em 0,46 por cento, no menor ritmo de expansão do ano.

"O aumento da plano de clientes tem que ser acompanhado de investimento", disse a jornalistas o presidente da Anatel, João Resende, ao anunciar as medidas.

Mais atingida pelas sanções, a TIM tem sido justamente a que mais cresceu nos últimos meses em adições líquidas de clientes, o que a fez consolidar em junho a segunda posição no ranking de assinantes do país, atrás da Vivo e à frente da Claro.

A companhia não poderá vender novos planos no Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Pernambuco, Tocantins, Rio de Janeiro, Piauí, Paraná, Rio Grande do Norte e Rondônia.

No caso da Oi, a suspensão vale para Amazonas, Amapá, Mato Grosso do Sul, Roraima e Rio Grande do Sul. A Claro não poderá vender planos em Santa Catarina, Sergipe e São Paulo.

A proibição vai durar até que as empresas apresentem um plano de investimento para lidar com problemas de redes e com reclamações de clientes. Cada Estado terá apenas uma operadora com vendas suspensas.

Antes mesmo do anúncio, informações veiculadas na mídia ao longo do dia sobre as medidas pesaram sobre as ações de companhias do setor na Bovespa. A da Oi desabou 4,5 por cento, enquanto a da TIM caiu 2,8 por cento. Foram as duas maiores quedas do Ibovespa, que subiu 1,25 por cento.

RESPOSTA

As companhias reagiram. Em nota, o SindiTelebrasil, sindicato que representa as operadoras, reclamou que parte dos investimentos das operadoras em infraestrutura não acontece devido à burocracia do próprio governo.

"Não é de hoje que o setor de telecomunicações cobra das autoridades brasileiras ações que viabilizem a implantação de infraestrutura. A principal barreira está na dificuldade de expansão, especialmente das antenas de celular".

A Vivo, também em nota, afirmou que está trabalhando para diminuir as restrições legais para a instalação de infraestrutura, o que irá contribuir para a melhoria da qualidade.

A TIM classificou a sanção da Anatel como "extrema e anti-competitiva", mas prometeu "tomar todas as medidas necessárias para restabelecer o quanto antes a normalidade de suas atividades". A Oi avaliou que a análise da Anatel está defasada.

A Claro afirmou que apresentará prontamente à Anatel seu plano de investimentos para "manter a constante excelência do serviço". A Sercomtel e a CTBC não puderam ser contatadas.

(Reportagem de Tiago Pariz, com reportagem adicional de Roberta Vilas Boas e de Leonardo Goy)
FONTE:noticias.br.msn.com

terça-feira, 17 de julho de 2012

EUA aprovam primeira pílula para prevenir aids


Primeira pílula que ajuda na prevenção do vírus HIV, o Truvada, foi aprovado nesta segunda-feira, 16, anunciou o FDA (agência que regula medicamentos).
De acordo com a agência AFP, o medicamento está no mercado americano desde 2004 e é usado para o tratamento de pessoas infectadas, em combinação com outros remédios.
"Truvada deve ser usado de forma preventiva combinado a práticas de sexo seguro, inibindo, assim, infecções do HIV em adultos de alto risco. Este é o primeiro remédio aprovado para essa indicação", disse a FDA.
Em maio, ainda segundo a AFP, um painel da FDA recomendou a aprovação do remédio para a prevenção de pessoas não contaminadas, após pesquisas comprovarem que o remédio reduz o risco em homossexuais de 44% a 73%.
A pílula é considerada como uma nova e potente ferramenta contra o HIV, mas alguns especialistas temem incentivarem comportamentos de risco.
Brasil
No Brasil, o remédio foi registrado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em maio. Isso não significa, porém, que a droga passará automaticamente a ser usada no País para tratamento de pacientes com o vírus ou indicada antes de relações sexuais desprotegidas com parceiros soropositivos ou com situação sorológica desconhecida.

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Mais de 400 mil concorrem às vagas de vereador


Cerca de 430 mil candidatos vão concorrer às 57 mil vagas de vereador em 2012. É como se todos os moradores de Santos, no litoral paulista, resolvessem entrar em campanha em busca de um lugar nas Câmaras municipais do Brasil. O número representa um salto em relação às últimas eleições municipais, em 2008. Este ano, são 85 mil candidatos adicionais. Mais pessoas concorrendo também significa mais gastos de campanha. Na cidade de São Paulo, por exemplo, as legendas preveem gastar em média até R$ 2,7 milhões por cabeça em disputa.
O PMDB, partido com mais candidatos a prefeito, tem também o maior número de nomes para vereador: 41,5 mil. Em seguida, vem o PT, com 39,6 mil pessoas. Em relação a 2008, os petistas foram os que mais cresceram em número de candidatos a vereador, com um acréscimo de 24%. Em seguida, aparece o PSB, com 24,6 mil candidatos, aumento de 23%. A quantidade de nomes para vereador aumentou em quase todos os partidos, exceto no DEM, que perdeu 4,3 mil.
FONTE: estadão.com.br

domingo, 15 de julho de 2012

Patrimônio pessoal de candidatos das capitais soma R$ 379,2 milhões








Veja abaixo uma lista dos 30 candidatos mais ricos e a comparação com o patrimônio apresentado à Justiça Eleitoral na última eleição que o candidato concorreu.
Candidato
Cidade
Patrimônio declarado em 2012 (em R$)
Patrimônio da última eleição a partir de 2006 (em R$)
Mauro Mendes (PSB)
Cuiabá (MT)
116.859.805,88
57.155.336,45 (em 2010)
Márcio Lacerda (PSB)
Belo Horizonte (MG)
58.865.931,35
R$ 55.525.721,85 (em 2008)
Reinaldo Azambuja (PSDB)
Campo Grande (MS)
32.688.121,00
31.907.723,00 (em 2010)
Carlos Amastha (PP)
Palmas (TO)
18.153.124,72
não concorreu
ACM Neto (DEM)
Salvador (BA)
13.327.167,12
2.541.751,04 (em 2010)
Gabriel Chalita (PMDB)
São Paulo (SP)
11.521.692,19
12.367.787,13 (em 2010)
Castelo (PSDB)
São Luís (MA)
8.522.592,40
R$ 6.363.437,58 (em 2008)
Ratinho Junior (PSC)
Curitiba (PR)
7.566.422,31
1.939.492,97 (em 2010)
José Maranhão (PMDB)
João Pessoa (PB)
6.897.070,23
7.429.880,68 (em 2010)
Mário Português da Coimbra (PPS)
Porto Velho (RO)
4.922.959,88
não concorreu
Eymael (PSDC)
São Paulo (SP)
4.639.720,07
3.113.866,58 (em 2010)
Montalvani (PRTB)
Vitória (ES)
4.415.000,00
não concorreu
Jovair Arantes (PTB)
Goiânia (GO)
3.735.457,04
2.723.019,00
 (em 2010)
Dr. José Augusto (PMDB)
Porto Velho (RO)
3.359.744,97
3.050.691,68 (em 2008)
Telmário Mota (PDT)
Boa Vista (RR)
3.310.000,00
4.513.000,00 (em 2010)
Carlos Eduardo (PDT)
Natal (RN)
2.605.836,46
2.221.019,23 (em 2010)
Celso Russomano (PRB)
São Paulo (SP)
2.365.125,22
1.129.077,00 (em 2010)
Gustavo Fruet (PDT)
Curitiba (PR)
2.260.235,74
1.882.938,69 (em 2010)
Giroto (PMDB)
Campo Grande (MS)
2.029.591,62
1.767.386,40 (em 2010)
Almeida Lima (PPS)
Aracaju (SE)
1.999.995,25
2.089.580,00 (em 2010)
Sérgio Pimentel (PSL)
Belém (PA)
1.624.402,07
não concorreu
Mendonça (DEM)
Recife (PE)
1.603.952,62
1.491.835,58 (em 2010)
Pauderney (DEM)
Manaus (AM)
1.537.827,42
1.635.430,31 (em 2010)
José Serra (PSDB)
São Paulo (SP)
1.471.396,57
1.421.254,87 (em 2010)
Marcelo Lelis (PV)
Palmas (TO)
1.462.746,12
1.104.051,73 (em 2010)
Mecias de Jesus (PRB)
Boa Vista (RR)
1.366.458,16
326.665,88 (em 2010)
Antonia Lúcia (PSC)
Rio Branco (AC)
1.350.153,00
1.442.000,00 (em 2010)
Alcides Bernal (PP)
Campo Grande (MS)
1.300.000,00
287.374,01 (em 2010)
Cícero Lucena (PSDB)
João Pessoa (PB)
1.242.841,95
914.731,00 (em 2006)
Wambert Di Lorenzo (PSDB)
Porto Alegre (RS)
1.242.000,00
não concorreu
Fonte: Tribunal Superior Eleitoral/via G1globo.com

Os homens estão mais vaidosos!

 Em homenagem ao Dia do Homem (15 de julho) o Tempo de Mulher mostra os serviços mais procurados pelo público masculino nos salões de beleza.



Por VANESSA ANDRADE

O homem moderno aprendeu a se cuidar. Talvez, de tanto observar as mulheres, eles passaram a ver sentido em “perder horas” com os cuidados da beleza. Hoje em dia estão cada vez mais vaidosos e, consequentemente, mais bonitos.

O Tempo de Mulher conversou sobre a nova vaidade masculina com o ator Júlio Rocha, que está brilhando na Dança dos Famosos, do Domingão do Faustão. “Eu acredito que o homem moderno está mais vaidoso e quer cuidar cada vez mais da sua beleza. Mas eu percebo também que alguns homens estão menos preconceituosos, basta ver que a cada dia que passa eles usam cada vez mais itens de beleza da namorada e da esposa”, explica Júlio.

Muitos estão vencendo o preconceito e aderindo aos tratamentos estéticos em clínicas voltadas exclusivamente para o público masculino, fator que, segundo eles, diferencia, e muito, a decisão de iniciar um tratamento estético. “É um ambiente pensado para nós, ficamos mais à vontade. Em salão de mulher não me sinto bem, é pra mulher! ”, explica Paulo Simplício, cliente de um salão voltado para homens.

O horário preferido por homens para os cuidados com a beleza é de manhã ou à noite. Mas tem um dia em que os salões e clínicas voltadas só para eles ficam totalmente vazias: os dias de futebol!  “Na noite da final da Libertadores não veio ninguém, até já esperávamos que viria um número reduzido de pessoas. Em dia de jogo eles esquecem da beleza e vão torcer pelo seu time”, conta Gabriela Vidiz,do departamento de marketing da Estética Masculina DOM. Em média, a clínica recebe de 150 a 200 homens semanalmente, todos preocupados com a beleza e os horários marcados. “Eles chegam na hora certinha e querem ser atendidos exatamente no horário marcado”, completa Gabriela.

Entre os procedimentos mais procurados pelos homens, a depilação lidera o ranking, seguida de design de sobrancelha e massagem relaxante.

A limpeza de pele também está em alta, como confirma o ator global. “Atualmente eu tenho feito, uma vez por mês, uma limpeza de pele facial. Tenho notado que a minha pele está menos ressecada e mais hidratada durante o inverno brasileiro. Mas, estou aprendendo um pouco sobre o universo feminino. Em relação ao principal cuidado que tenho com a beleza, seria o de cuidar do corpo e da mente. Mantenho meu programa de exercícios físicos diários na academia da minha casa e procuro cuidar muito da alimentação. Depois dessa maratona de cuidados com a beleza, é hora de cuidar da mente. Procuro ler muito sobre dramaturgos de outras nacionalidades, adoro ficar em casa com a minha família e procuro muita paz espiritual para manter o ritmo de ensaios na Dança dos Famosos”, diz Júlio Rocha
FONTE:http://estilo.br.msn.com/tempodemulher/beleza-e-saude/os-homens-est%C3%A3o-mais-vaidosos

sábado, 14 de julho de 2012

Como Tiririca, eles trocam risos por votos

FONTE: msn Estadão
SÃO PAULO - Mais de 50 palhaços na eleição de 7 de outubro tentam repetir o fenômeno Tiririca, que obteve 1,35...
SÃO PAULO - Mais de 50 palhaços na eleição de 7 de outubro tentam repetir o fenômeno Tiririca, que obteve 1,35 milhão de votos em 2010 e foi o deputado federal mais votado do País. Essas dezenas de artistas do riso vão disputar uma vaga de vereador Brasil afora, como mostra levantamento feito pelo Estado nos registros de candidaturas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A iniciativa de recorrer aos palhaços candidatos parte dos próprios partidos - um bom puxador de votos pode render uma ou mais cadeiras legislativas a uma legenda e, dessa forma, garantir vaga para políticos que não andam tão populares entre os eleitores. E uma das siglas mais incentivadoras do humor na política é justamente o PR de Tiririca, primeiro palhaço a obter uma vaga no Congresso.

Edvalgo Hermenegildo é o nome de batismo do Palhaço Bubu, que não brinca ao falar de sua candidatura a vereador de Mogi das Cruzes, cidade na Grande São Paulo sob influência política do deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP), réu do mensalão. Bubu é conhecido na cidade, onde costuma atrair clientes às lojas de rua com suas palhaçadas e é mascote do time local de basquete. "Vou criar circos profissionalizantes que atuem nos bairros da cidade para tirar as crianças das ruas", propõe o candidato palhaço, com seriedade.

Em Jundiaí, o PR aposta em Maurilio Cayres, ou melhor, Rick Kelly, que há 31 anos atua em um grupo de teatro. Além das andanças - e palhaçadas - pelas ruas da cidade, ele aposta no programa de TV ao lado de Tiririca para chegar à Câmara. A exemplo do deputado, Rick Kelly vai fazer campanha caracterizado de palhaço - "um abestado qualquer, um burro que está defendendo o povo" - e diz não saber como é o trabalho de um vereador. Mas já promete "ouvir o povo e fazer o que eles quiserem". "Daí, vou conversar com o prefeito e ver o que a gente pode fazer", afirma Rick Kelly.

Variedade. As cidades paulistas somam a maior quantidade de candidatos que vivem de fazer os outros rir. São 19, todos espalhados pelo interior do Estado, em cidades como Campinas, Araçatuba e São José dos Campos.

Mas a onda Tiririca vai além de São Paulo e chegou a Estados como Bahia, Amazonas, Rio Grande do Norte e Alagoas, entre outros. Capitais como Rio, Porto Alegre, Aracaju, Rio Branco, Manaus, Fortaleza e Campo Grande também terão palhaçadas no horário eleitoral gratuito.

Para o cientista político da Universidade de Brasília (UnB) João Paulo Peixoto, o fato de uma figura como Tiririca ter chegado ao Congresso estimula candidaturas do mesmo perfil. Embora reconheça que manifestações desse tipo fazem parte da democracia, Peixoto avalia o fenômeno como a forma mais visível

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Mantega: 10% do PIB para a educação quebraria o País


CORREIO DO ESTADO
O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou nesta quarta-feira que o aumento da verba para a educação aprovado no Congresso nos últimos dias, que destina 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para o setor, pode "quebrar o Estado brasileiro".
"Claro que nós somos favoráveis ao aumento de investimento na educação. Hoje ele representa 5,1% do PIB, e vai para 7% conforme o programa que nós aprovamos", explicou Mantega durante seminário promovido pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e pelo Grupo de Líderes Empresariais (Lide). "Agora, passar para 10% de maneira intempestiva põe em risco as contas públicas. Isso vai quebrar o Estado brasileiro, então não vai beneficiar porque depois você vai ter que rever isso e não vai ter recursos para a educação."
De acordo com o ministro, o Plano Nacional de Educação é apenas um dos "riscos" à solidez fiscal que o País alcançou nos últimos anos. "Temos feito um trabalho de redução de gasto de custeio no governo federal, mas sempre deparamos com riscos de que o Parlamento aprove determinadas medidas que aumentem o custo de uma hora para outra de magnitude extraordinária", criticou ele.
Além dos 10% do PIB para a área, Mantega citou a extinção do fator previdenciário, que seria ônus para as contas públicas porque o País não tem idade mínima para se aposentar, e "a redução de 40 para 30 horas para os enfermeiros etc., só pra citar alguns projetos", listou ele.
"Depois tem pressão para o aumento dos servidores. Nossa folha de pagamento da União está próxima de 200 bilhões. Temos que dar justos aumentos para as categorias, mas só o judiciário tem proposta de aumento de 53%, e já são os maiores salários do País", afirmou Mantega. "Não podemos brincar em serviço em período de crise. Conto com os senhores nessa cruzada para impedir que esse aumento aconteça, senão vai ameaçar as contas públicas", finalizou.

(PERGUNTA DO BLOG)AÍ FICA UMA PERGUNTA NO AR. QUEM SÃO REALMENTE OS RESPONSÁVEIS PELA QUEBRA DO PAÍS?

QUE LINDO!

MAIS UM ACIDENTE PRÓXIMO A CURVA DOS 14


POR JÂNIO MATOS

Curva dos 14, pra outros, curva da morte, que mística negativa circunda aquele local? Por que tantos acidentes, mortes? Irresponsabilidade dos condutores de veículos? Culpa da curva que é muito fechada? Falta de sinalização? São muitas perguntas, mas que infelizmente não tenho as respostas. O fato é que aconteceu hoje nas proximidades da curva, mais um acidente. Um veículo branco FIAT Pálio branco, placa JUM 2959 de Castanhal Pará, capotou na estrada entre 11 e 11:30h desta manhã 04 de julho, segundo informações de curiosos quem conduzia o carro era  uma mulher, não temos informação precisas do estado de saúde dela, mas falaram que não sofreu nada grave, informaram ainda que o carro é de propriedade de um circo chamado Golden Circus. O circo estava indo no sentido Pedreiras/Bernardo do Mearim.





VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.