Total de visualizações de página

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Maranhão recebe prêmio 'Melhor Destino Turístico de 2011'


Secretário de Estado de Turismo, Jura Filho, com o
prêmio, entregue em São Paulo (Foto: Divulgação)
Estado foi exaltado como único estado com belezas singulares.
Lençóis Maranhenses, Chapada das Mesas e São Luís foram destacados.
O Maranhão recebeu, do Grupo Brasil Travel News, nesta quinta-feira (26), no Hotel Royal Palm Plaza, em Campinas (SP), o prêmio 'Os Dez Mais do Turismo', na categoria 'Melhor Destino Turístico de 2011'. O evento, que acontece há 27 anos, aponta avanços e inovações do setor no mercado nacional e internacional.
Durante a cerimônia, o Maranhão foi destacado como único estado com belezas singulares, a exemplo dos Lençóis Maranhenses e da Chapada das Mesas, além de São Luís, que este ano completa 400 anos de fundação. O secretário Jura Filho, que recebeu o prêmio representando a governadora Roseana Sarney, destacou que a premiação do estado mostra a retomada da política de desenvolvimento do turismo.
"Estamos muito felizes com o reconhecimento e isso de fato aumenta nossa responsabilidade em buscar e, cada vez, mais potencializar a promoção das belezas do nosso estado. O estado está ocupando seu espaço na rota de grandes eventos, a exemplo da BNTM, Skal e Rally dos Sertões”, ressaltou o secretário.


                                                                                    Os Dez Mais do Turismo
A beleza natural dos Lençois Maranhenses em
Barreirinhas (Foto: Paulo Soares/O Estado)
Na avaliação que garantiu o prêmio ao Maranhão, foram levados em conta a gastronomia maranhense, rede de hotéis com equipamentos de primeiro mundo, além do atendimento qualificado, produtos e serviços diferenciados.
Para o presidente do Grupo Travel News, Paulo Miranda, o reconhecimento chega em um bom momento quando o estado retoma sua política de turismo. “O setor vem acompanhando o crescimento do Maranhão em nível de investimento promocional e divulgação dos seus atrativos”, destacou.
FONTE: http://g1.globo.com/ma/maranhao/noticia/2012

10 dúvidas sobre silicone nos seios

domingo, 29 de abril de 2012

QUE SINA É ESSA, VASCO?




O povo costuma dizer que a vingança é um prato que se come frio. Bem o jogo do Vasco com o Botafogo terminou com vitória do Bota por 3X0, os torcedores do Flamengo encherem as redes sociais com ironias ao eterno rival.
Confira algumas fotos:














quinta-feira, 26 de abril de 2012

PARABÉNS PEDREIRAS, COLÉGIO BATISTA

                                                                                                                    POR IZANIR GARDÊNIA
Pedreiras, a princesinha que ainda em sua meninice é agraciada por seus condescendentes, está em estado de graça, pois comemora seus 92 anos, sem muito alarde, mas com a maestria de quem amadurece e colhe os frutos doces de uma cidade acolhedora e fiel que evolui pouco a pouco com o olhar fixo para o presente, contemplando o futuro.
            Comemora Pedreiras é comemorar a trajetória de muitas Joãos e de muitas Marias que por aqui passaram e outros tantos que ainda passam e fazem sua cidade que é orgulho de poetas, eruditos e populares.
Este nobre abençoado que nos abriga a dá sustento merece ser bem lapidado, afinal é dele que tiramos o nosso sustento e é nele que está derramado o suor de muitos trabalhadores que nos seu (s) ofício (s) fazem a cidade crescer e prosperar.
Pedreiras, terra de João, do Carlos, do Pedro há 92 anos nos traz esperança de um povir melhor. É por isso que ela é bela e o seu solo abençoado, pois fora erguida com fibras de heróis.
Parabenizemos hoje essa cidade que faz a história desse povo que constrói a cada dia o jeito pedreirense de ver a vida.






PARABÉNS PEDREIRAS!

CORDEL – ANIVERSÁRIO DE PEDREIRAS
            


Uma grande pedra localizada
No povoado Transwal
Deu origem ao nome Pedreiras
Tal acontecimento foi fenomenal

Pedreiras, pedra polida
Antes de sua evolução
Já cumpria sua saga
Que era de fazer parte
Do munícipio de São Luis Gonzaga

Os primeiros habitantes
Que aqui começaram a chegar
Foram índios Tabajaras
Exploradores do lugar

Da mesma família dos Pedras Verdes
O Tabajara pouco tempo ficou aqui
Já que os ditos “civilizados”
O nativo expulsou
Manoel de Melo Uchôa
Em mil oitocentos e quarenta e cinco tentou
Desbravar esta cidade

E residência aqui fixou
E a cidade ia crescendo
Em ritmo acelerado
Eram colheitas diversas
Transportadas pelo gado
Centenas de nordestinos
Fugiram da seca pra cá
Chefiados por Joaquim de Oliveira
Aqui vieram morar

Outros de valor
Que nem consigo nomear
Escreveram aqui sua história
E fizeram a cidade prosperar
Mas foi em vinte e sete de abril
De mil novecentos e vinte
Que o momento promissor chegou
E Pedreiras à categoria
De cidade se elevou

O primeiro dirigente da Princesa do Mearim
Foi o Sr.Abílio Monteiro
Que governou neste interim

De lá pra cá
Tudo foi evolução
A cidade ia crescendo
Em grande proporção

E hoje é o que é
Bela, bonita e famosa
Inspiração dos poetas
E cantada em verso e prosa. 




 FOTOS DA COMEMORAÇÃO DO COLÉGIO BATISTA AOS 92 ANOS DE PEDREIRAS




RELATOR VOTA POR COTA NA UNIVERSIDADE


Por MARIÂNGELA GALLUCCI / BRASÍLIA, estadao.com.br, Atualizado: 26/4/2012 3:02

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski votou ontem pela legalidade do sistema de cotas raciais na seleção de alunos pelas universidades brasileiras. Lewandowski é o relator de duas ações que contestam a reserva de vagas com políticas afirmativas e foi o único ministro a apresentar seu voto no primeiro dia de julgamento - que será retomado hoje.

Lewandowski reconheceu a validade das ações afirmativas como forma de tentar reduzir as históricas desigualdades sociais entre grupos étnicos e realizar a justiça social.

O ministro foi interrompido diversas vezes por Joaquim Barbosa, o único integrante negro do STF. Barbosa citou o sucesso de políticas afirmativas nos Estados Unidos. Disse que o presidente Barack Obama é o principal exemplo. E fez observações sobre os que criticam a política de cotas: 'Basta ver o caráter marginal daqueles que se opõem ferozmente a essas políticas'.

Para provar a persistência do quadro de desigualdades sociais no Brasil, Lewandowski citou informações segundo as quais cargos de alto escalão e de direção de empresas são ocupados em sua maioria por brancos. O ministro acrescentou que o grande beneficiário do sistema de políticas afirmativas é todo o meio acadêmico, que terá a oportunidade de conviver com a diversidade.

'A política de ação afirmativa não se mostra desproporcional ou irrazoável', disse o ministro. 'É compatível com a Constituição', acrescentou. Ele observou que no caso específico da Universidade de Brasília (UnB) a regra de 2013 estabeleceu que a política terá vigência durante dez anos. Depois desse período, será avaliado se é necessário mantê-la.

O tribunal julga três ações. Duas delas questionam a constitucionalidade de regras adotadas pela UnB e pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) para ingresso nas instituições por meio do sistema de cotas. Na terceira ação, são contestados dispositivos que estabeleceram políticas afirmativas no âmbito do Programa Universidade para Todos (ProUni).

Iniciativa. A ação contra a política da UnB - a que começou a ser analisada - é movida pelo partido Democratas. Antes do início do voto do relator, a advogada do DEM, Roberta Kaufmann, sustentou que a política baseada em parâmetros étnicos poderá criar no País um modelo de Estado dividido pelo critério racial.

'Se fizermos uma política de recorte social, com base em critérios objetivos, como por exemplo renda mínima ou ter estudado em escolas públicas, faremos a integração necessária, sem criarmos os riscos de dividirmos o Brasil racialmente', disse.

Em nome do Ministério Público Federal, a vice-procuradora-geral da República, Deborah Duprat, disse que não existe democracia racial no Brasil. 'A abolição não significou a transformação da coisa em sujeito', afirmou. 'Não precisamos de dados estatísticos, basta um olhar na composição dos cargos do alto escalão do Estado brasileiro ou nas grandes corporações e, na contrapartida, olhar para a população carcerária desse país e para quem é parado pela polícia nas cidades brasileiras.'

A favor das cotas, o advogado-geral da União, Luis Inácio Adams, citou dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Disse que 50% da população são de negros e pardos. Entretanto, dos 10% mais pobres da população, 11,5 milhões são negros e pardos e apenas 4 milhões, brancos. Segundo o advogado-geral, o sistema de cotas da UnB demonstrou que em quatro ou cinco anos os cotistas negros praticamente atingiram o nível dos outros alunos.

domingo, 22 de abril de 2012

CONHECE-TE A TI MESMO

                                                                                POR PROF. JÂNIO MATOS
Acredito que a característica de sonhar é inerente aos seres humanos e ouso sonhar sempre, sonho por um mundo melhor, por um país melhor, por um estado melhor e por uma cidade melhor e acredito que como eu muitos sonham. Todos acreditam que seus sonhos um dia serão realizados e continuam sonhando dia após dia, mas o que esquecem é que, para que seus sonhos sejam realizados é preciso ir à busca deles, lutar por eles e até morrer por eles se for o caso, tenho plena convicção de que aqueles que estavam na manifestação do dia 21 de abril não são todos os indignados, não vamos deixar que o mal nos vença e que apenas alguns lutem pelo direito de todos e melhor não vamos deixar que aquele dia seja apenas mais um dia e vamos fazer que todos os dias seja um dia do basta. A época do conformismo já ficou para trás.
Lembrei que há alguns dias, conversava com uma amiga e colega de profissão sobre um tema muito interessante, CORRUPÇÃO, e eu falava a ela sobre minhas indignações a respeito do povo que não viam o que está à frente deles, tudo que está errado neste país e a maioria esmagadora não se revoltam contra isso e ela me citou Sócrates, claro que eu já tinha ouvido e lido sobre ele, mas às  palavras dela fizeram-me ler um pouco mais e analisar alguns pontos da  história dele. Como é sabido, Sócrates não deixou nada escrito. As notícias que temos de sua vida e de seu pensamento, devemo-las especialmente aos seus dois discípulos Xenofonte e Platão, de feição intelectual muito diferente. Xenofonte, autor de Anábase, em seus Ditos Memoráveis, legou-nos de preferência o aspecto prático e moral da doutrina do mestre. Embora Sócrates não tenha escrito nada, a produção literária de seu tempo era abundante; não fez carreira de professor, enquanto inúmeros contemporâneos seus aproveitaram o talento pedagógico, e apesar disso foi um dos filósofos que mais influenciaram o pensamento europeu. Ele foi condenado à morte por suas atividades filosóficas em outras palavras Sócrates foi acusado de corromper os jovens. Sócrates naquela época já sabia qual era a saída, os jovens, a nossa única esperança são os nossos jovens, nós, poucos cidadãos conscientes, temos que moldar nossos jovens para o futuro, por em prática nossa verdadeira missão e papel, formar cidadãos conscientes que saibam discernir o certo do errado e não aliená-los. A maioria de nós está corrompida pelo sistema anterior e muitos dos nossos jovens também, mas felizmente ainda há esperança, pois enquanto vermos uma criança pelo mundo nascer, podemos acreditar naquela máxima “Enquanto há vida há esperança”. E eu gostaria de encerrar minhas palavras citando para a reflexão dos leitores o ponto chave da teoria de Sócrates. A introspecção é o característico da filosofia de Sócrates. E exprime-se no famoso lema conhece-te a ti mesmo - isto é, torna-te consciente de tua ignorância - como sendo o ápice da sabedoria, que é o desejo da ciência mediante a virtude.

quinta-feira, 19 de abril de 2012

BLOG DO TEACHER DIVULGA OS RESULTADOS DO 1º SIMULADO COL.BATISTA 2012


O Colégio Batista de Pedreiras vem ao longo dos anos proporcionando aos seus alunos simulados com questões de múltiplas escolhas. Esses simulados visa  familiarizar seus alunos com as provas do Enem, vestibulares e até mesmo com os concursos que por ventura venha ocorrer no Brasil. Estes ocorrem todos anos sempre ao final de cada bimestre. O Blog do Teacher de forma independente e espontânea resolveu divulgar todos os resultados deste ano. Iremos começar divulgando os resultados do 1° ao 5° do Ensino Fundamental.
Parabéns à Escola, aos professores e aos país. Esse trio trabalhando junto é garantia de sucesso e o Blog do Teacher quer muito mais gente nas próximas fotos.
Confira a classificação por ordem de posição da esquerda para a direita.
1º ANO E. FUNDAMENTAL


POSIÇÃO
ALUNO
TOTAL DE PONTOS
KÉVYLA
31
ROBERTA
30
CARMEN VITÓRIA
JOÃO GUILHERME
PEDRO LUCAS
29


2º ANO E. FUNDAMENTAL
Nesta fato faltou o aluno Victor Hugo que não estava presente no dia da foto.

POSIÇÃO
ALUNO
TOTAL DE PONTOS
LUIZ AUGUSTO
41
MIRANDA NETO
39
ÁTILA
JOSENILDO II
MARIA LUÍZA
MATEUS
VICTOR HUGO
38

            3º ANO E. FUNDAMENTAL

POSIÇÃO
ALUNO
TOTAL DE PONTOS
ISADORA MARIA
KAREN
42
YASMINE
41
CAIO
IGOR
40

            4º ANO E. FUNDAMENTAL

POSIÇÃO
ALUNO
TOTAL DE PONTOS
VALDENOR JÚNIOR
48
JANIELLE
VANESSA DE SOUSA
WELLYSON
46
HIZA JÚLIA
45

5º ANO E. FUNDAMENTAL

POSIÇÃO
ALUNO
TOTAL DE PONTOS
NUNO
49
PRISCILLA
47
JOÃO GUILHERME LOPES
PAULO ANDRÉ
46
 

quarta-feira, 18 de abril de 2012

SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DE PEDREIRAS SE REÚNEM COM PREFEITO, MAS IMPASSE SOBRE A LEI DO PISO CONTINUA


Reuniram-se na tarde de segunda-feira (16) o Sindicato dos Servidores Públicos de Pedreiras (SINDSERP) e o Prefeito Municipal  Dr.Lenoilson Passos e os Secretária de Educação Fátiama Santos, o Sec. Administração Batistinha e o Contador Municipal Newton para discutirem a questão da Lei Nº 11.738/08 que deve ser corrigido no próximo mês com retroativo a janeiro, apesar da boa vontade do senhor prefeito em resolver o impasse nada ficou definido não reunião, devido alguns pontos polêmicos da lei onde as partes envolvidas não tem o mesmo entendimento. Confira a lei na integra com os pontos polêmicos em destaque:

Presidência da República
Casa Civil
Subchefia para Assuntos Jurídicos

LEI Nº 11.738, DE 16 DE JULHO DE 2008.
Mensagem de veto            

Regulamenta a alínea “e” do inciso III do caput do art. 60 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para instituir o piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1ºEsta Lei regulamenta o piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica a que se refere a alínea “e” do inciso III do caput do art. 60 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias.

Art. 2º  O piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica será de R$ 950,00 (novecentos e cinquenta reais) mensais, para a formação em nível médio, na modalidade Normal, prevista no art. 62 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. (Obs.O salário já foi reajustado pra o ano de 2012 para R$ 1.451,00.)

§ 1º O piso salarial profissional nacional é o valor abaixo do qual a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios não poderão fixar o vencimento inicial das Carreiras do magistério público da educação básica, para a jornada de, no máximo, 40 (quarenta) horas semanais.
( obs. a carga horário dos professores é de 20 (vinte) horas semanais, e a categoria entende que que tem direito ao piso integral, pois a lei fala de carga horária de no máximo 40 (quarenta) horas e não de 40h.)

§ 2º Por profissionais do magistério público da educação básica entendem-se aqueles que desempenham as atividades de docência ou as de suporte pedagógico à docência, isto é, direção ou administração, planejamento, inspeção, supervisão, orientação e coordenação educacionais, exercidas no âmbito das unidades escolares de educação básica, em suas diversas etapas e modalidades, com a formação mínima determinada pela legislação federal de diretrizes e bases da educação nacional.

§ 3º Os vencimentos iniciais referentes às demais jornadas de trabalho serão, no mínimo, proporcionais ao valor mencionado no caput deste artigo.
( Obs. aqui o município entende que pode pode dividi o piso por 2 (dois) e pagar somente 725,50 como piso salarial)
§ 4º Na composição da jornada de trabalho, observar-se-á o limite máximo de 2/3 (dois terços) da carga horária para o desempenho das atividades de interação com os educandos.

§ 5º As disposições relativas ao piso salarial de que trata esta Lei serão aplicadas a todas as aposentadorias e pensões dos profissionais do magistério público da educação básica alcançadas pelo art. 7o da Emenda Constitucional no 41, de 19 de dezembro de 2003, e pela Emenda Constitucional no 47, de 5 de julho de 2005.

Art. 3º O valor de que trata o art. 2o desta Lei passará a vigorar a partir de 1o de janeiro de 2008, e sua integralização, como vencimento inicial das Carreiras dos profissionais da educação básica pública, pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios será feita de forma progressiva e proporcional, observado o seguinte:

I – (VETADO);

II – a partir de 1o de janeiro de 2009, acréscimo de 2/3 (dois terços) da diferença entre o valor referido no art. 2º desta Lei, atualizado na forma do art. 5º desta Lei, e o vencimento inicial da Carreira vigente;

III – a integralização do valor de que trata o art. 2º desta Lei, atualizado na forma do art. 5º desta Lei, dar-se-á a partir de 1º de janeiro de 2010, com o acréscimo da diferença remanescente.

§ 1º A integralização de que trata o caput deste artigo poderá ser antecipada a qualquer tempo pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios.

§ 2º Até 31 de dezembro de 2009, admitir-se-á que o piso salarial profissional nacional compreenda vantagens pecuniárias, pagas a qualquer título, nos casos em que a aplicação do disposto neste artigo resulte em valor inferior ao de que trata o art. 2o desta Lei, sendo resguardadas as vantagens daqueles que percebam valores acima do referido nesta Lei.

Art. 4º A União deverá complementar, na forma e no limite do disposto no inciso VI do caput do art. 60 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias e em regulamento, a integralização de que trata o art. 3o desta Lei, nos casos em que o ente federativo, a partir da consideração dos recursos constitucionalmente vinculados à educação, não tenha disponibilidade orçamentária para cumprir o valor fixado.

§ 1º O ente federativo deverá justificar sua necessidade e incapacidade, enviando ao Ministério da Educação solicitação fundamentada, acompanhada de planilha de custos comprovando a necessidade da complementação de que trata o caput deste artigo.

§ 2º A União será responsável por cooperar tecnicamente com o ente federativo que não conseguir assegurar o pagamento do piso, de forma a assessorá-lo no planejamento e aperfeiçoamento da aplicação de seus recursos.

Art. 5º O piso salarial profissional nacional do magistério público da educação básica será atualizado, anualmente, no mês de janeiro, a partir do ano de 2009.

Parágrafo único.  A atualização de que trata o caput deste artigo será calculada utilizando-se o mesmo percentual de crescimento do valor anual mínimo por aluno referente aos anos iniciais do ensino fundamental urbano, definido nacionalmente, nos termos da Lei no 11.494, de 20 de junho de 2007.

Art. 6º A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios deverão elaborar ou adequar seus Planos de Carreira e Remuneração do Magistério até 31 de dezembro de 2009, tendo em vista o cumprimento do piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica, conforme disposto no parágrafo único do art. 206 da Constituição Federal.

Art. 7º  (VETADO)

Art. 8º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília,16  de julho de 2008; 187o da Independência e 120o da República.
LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA
Tarso Genro
Nelson Machado
Fernando Haddad
Paulo Bernardo Silva
José Múcio Monteiro Filho
José Antonio Dias Toffoli

Este texto não substitui o publicado no DOU de 17.7.2008

Na oportunidade a categoria questionou a falta de um pagamento de 240 reais firmado com a categoria e ainda não foi pago, também cobrou melhoria na infra-estrutura das escolas, solicitou também a melhoria de algumas falhas no uso dos ônibus escolares, salário dos tratoristas e explicação do porquê do uso de câmeras de vigilâncias nas escolas, sobre este último, o prefeito explicou que as câmeras não são para substituir os vigias e sim para auxilia-los e anunciou mudanças que ocorrerá nesse setor e a aquisição de motos para que os vigias façam uma vigilância mais eficaz.

Com o tempo já extendido os principais pontos não foram resolvidos ficando marcado uma próxima reunião que ser na próxima segunda-feira dia 23 de abril.

segunda-feira, 16 de abril de 2012

VAMOS DAR UM BASTA NA CORRUPÇÃO - OU PARAMOS COM A CORRUPÇÃO OU PARAMOS COM O BRASIL

Comissão organizadora indo às escolas





 Arnaldo Jabor  - Corrupção no Brasil.
O povo não pode ficar alheio a tudo isso, precisa participar.
Reportagem de Otávio Cabral e Laura Diniz na mais recente edição da VEJA revela o custo da corrupção no Brasil: R$ 82 bilhões por ano — ou 2,3% do PIB.
Trechos:
(...) Nos últimos dez anos, segundo estimativas da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), foram desviados dos cofres brasileiros R$ 720 bilhões. No mesmo período, a Controladoria-Geral da União fez auditorias em 15.000 contratos da União com estados, municípios e ONGs, tendo encontrado irregularidades em 80% deles.
Nesses contratos, a CGU flagrou desvios de R$ 7 bilhões - ou seja, a cada R$ 100 roubados, apenas R$ l é descoberto. Desses R$ 7 bilhões, o governo conseguiu recuperar pouco mais de R$ 500 milhões, o que equivale a 7 centavos revistos para cada R$ 100 reais roubados. Uma pedra de gelo na ponta de um iceberg.
Com o dinheiro que escoa a cada ano para a corrupção, que corresponde a 2,3% de todas as riquezas produzidas no país, seria possível erradicar a miséria, elevar a renda per capita em R$ 443 reais e reduzir a taxa de juros.
(…) As principais causas da corrupção são velhas conhecidas: instituições frágeis, hipertrofia do estado, burocracia e impunidade. O governo federal emprega 90.000 pessoas em cargos de confiança. Nos Estados Unidos, há 9.051. Na Grã-Bretanha, cerca de 300. “Isso faz com que os servidores trabalhem para partidos, e não para o povo, prejudicando severamente a eficiência do estado”, diz Cláudio Weber Abramo, diretor da Transparência Brasil.
(...) Há no Brasil 120 milhões de pessoas vivendo exclusivamente de vencimentos recebidos da União, estados ou municípios. A legislação tributária mais injusta e confusa do mundo é o fertilizante que faz brotar uma rede de corruptos em órgãos como a Receita Federal e o INSS. A impunidade reina nos crimes contra a administração pública.
Uma análise de processos por corrupção feita pela CGU mostrou que a probabilidade de um funcionário corrupto ser condenado é de menos de 5%. A possibilidade de cumprir pena de prisão é quase zero. A máquina burocrática cresce mais do que o PIB, asfixiando a livre-iniciativa.
A corrupção se disfarça de desperdício e se reproduz nos labirintos da burocracia e nas insondáveis trilhas da selva tributária brasileira. ( FONTE: Blog do Noblat, 23/10/2011)
Pedreiras e Trizidela estarão fazendo uma grande manifestação contra tudo isso.
Dia 21 de abril às 7:30 da manhão sairemos da Trizidela do Vale, mais especificamente do Colégio Newton Belo até em frente do Banco do Brasil de Pedreiras. uma comissão está passando nas escolas convocando a juventude para esse grande ato cívico.

terça-feira, 10 de abril de 2012


sexta-feira, 6 de abril de 2012

PROFESSORA ALDENORA VELOSO, UMA TRAJETÓRIA DE SUCESSO


Aldenora Veloso Medeiros, filha de Francisco da Costa Veloso e Maria Gregória da Costa Veloso, família humilde, pai lavrador e mãe doméstica nasceu em Jatobá dos Velosos município de Pedreiras-Ma. Mudou-se para Pedreiras com sua família aos 5 (cinco) anos de idade.
                  Aos 14 anos de idade já brincava de lecionar, alfabetizando os  seus vizinhos, gostou tanto da brincadeira que começou uma escolinha em uma das salas de sua casa. Quando estava no 5º ano foi convidada a ministrar aula em uma sala de 1ª série no Instituto Rui Barbosa do Professor Durval Pastor Vidigal, um dos grandes mestres da época e um dos responsáveis pela propagação da educação de Pedreiras. Ainda na sua fase de estudos concluiu até o 4ºano ginasial no Ginásio Correa de Araújo.
                  Com o ginásio pronto, o magistério da atualidade, a cidade de Pedreiras já era pequena para o tamanho dos seus sonhos, muda-se  para São Luís onde ficou hospedada na casa de uma amiga, lá estudou o curso normalista que hoje é conhecido como normal superior, aluna esforçada e dedicada conclui seus estudos com louvor. Retornando a Pedreiras continuou com sua escola de alfabetização e encontra um amigo, Chico Sá um político influente da época que a incentivou a legalizar a escola, por falta de experiência e condição financeira via esse sonho distante, mas Chico Sá vendo toda a sua determinação conseguiu para ela a legalização da escola a nível nacional. No ano de 1963 a escola é  então legalizada. Começa com ensino de 1ª 4ª e exame de admissão. Nesse meio Conhece o senhor Raimundo Medeiros com o qual contraiu matrimônio no ano de 1967, com ele teve 2 (duas) filhas Rosângela e Rosane Medeiros. O Seu Medeiros como era conhecido por todos foi o alicerce que faltava para o fortalecimento dos seus sonhos. Ele deixa sua profissão de alfaiate para cuidar da administração financeira da escola, Medeiros que mais tarde se formaria em Técnico de Contabilidade na própria escola.
 Em 1970 a escola já não comportava a demanda de alunos e a sociedade de Pedreiras clamava por mais uma escola de ginásio, já que na época só existia a Escola Corrêa de Araújo, vendo-se dessa forma a necessidade de se estender o ensino também a nível ginasial e assim surgindo o Colégio São Francisco de início com 3 (três) salas, 1 (uma) durante o dia e 2 (duas)  a noite em seguida, a escola foi crescendo, crescendo e também promoveu o Ensino Médio, Segunda Grau na época com os cursos de curso técnico em contabilidade, magistério com o 4º ano adicional. Surgindo assim o nome o nome Aldenora Veloso  que hoje é símbolo de sucesso e respeito de toda a sociedade pedreirense e maranhense
Hoje, dessa história de luta e perseverança a escola já mantém até uma faculdade, Faculdade de Educação São Francisco que é referência na região, já tendo colocado no mercado de trabalho milhares de profissionais.
Em janeiro de 2011 perde seu fiel companheiro e esposo, homem honrado, pai, avô, amigo... que ao seu lado lutou para construir esse legado.
A história dessa guerreira, mulher de fibra, esposa, mãe, amiga ... se confunde com a própria história de Pedreiras. Se Pedreiras é o que é hoje se deve muito a está mulher. Ela que até pouco tempo, continuava alfabetizando idosos inteiramente de graça e até hoje mantém um trabalho social muito bonita, através de sua escola distribui todos os anos cestas de alimentos às famílias carentes de Pedreiras, ela que sabe muito que o é pobreza, faz isso sem precisar mostrar em meios de comunicação, simplesmente faz.
Parabéns, PROFESSORA ALDENORA VELOSO pela sua dedicação e amor a essa MISSÃO, ser professora educadora, que ao lado da medicina é para mim uma das mais belas e importantes profissões do mundo moderno.
COLÉGIO SÃO FRANCISCO
FACULDADE DE EDUCAÇÃO SÃO FRANCISCO


quinta-feira, 5 de abril de 2012

Páscoa - Encerramento da celebração CBER

COLÉGIO BATISTA DE PEDREIRAS CELEBRA PÁSCOA EM GRANDE ESTILO


           A Páscoa é uma festa cristã que celebra a ressurreição de Jesus Cristo. Depois de morrer na cruz, seu corpo foi colocado em um sepulcro, onde ali permaneceu, até sua ressurreição, quando seu espírito e seu corpo foram reunificados. É o dia santo mais importante da religião cristã, quando as pessoas vão às igrejas e participam de cerimônias religiosas.
            E nesta quarta o Colégio Batista celebrou em grande estilo, comandos pelo professor de música Francinaldo, os alunos deram um verdadeiro show. Em forma de cantata, emocionam a todos que ali estavam.
            A diretora D. Marilene em comentário aos professores, que também tiveram grande participação no evento, confessou da emoção que sentiu com o trabalho de louvor a Deus que os alunos apresentaram, solidificando ainda mais o slogan do colégio Batista que é educar para vida.

Confira as fotos:































































VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.